Maiza cobra providencias do UPA e informações de normas legais para a possibilidade de devolução ao governo federal

admin 3 de agosto de 2017 0
Maiza cobra providencias do UPA e informações de normas legais para a possibilidade de devolução ao governo federal

Desde o inicio de seu mandato, Maiza tem cobrado do executivo melhorias do Upa e ou até a possibilidade de devolução do mesmo ao Governo Federal.

O Upa está se tornando totalmente inviável a municipalidade, pois o custo está a cima de 500 mil reais por mês, um presente de grego.

Com o Upa deixamos de ajudar a Santa Casa, pois antes a prefeitura destinava uma verba de 180 mil reais, a um atendimento que não tem a estrutura adequada como o de laboratório, rx, além de  outros exames,  causando uma insegurança e descontentamento com a maioria da população, em casos de muita urgência, coloca em risco a vida de pessoas.

Em sessões da Câmara e na audiência publica da saúde, Maiza tem questionado a possibilidade de rescindir o convenio com o Governo Federal para encerramento das atividades e funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento – UPA – de Fernandópolis. Com isto, a vereadora solicita informação quais seriam os procedimentos e encargos por parte da municipalidade, e com o encaminhamento das NORMAS LEGAIS.

Maiza com o prefeito em seu gabinete e em reunião com todos os senhores  vereadores, o prefeito relatou que  está viabilizando a possibilidade de “devolver”  UPA, com a necessidade da compra do imóvel, mas sendo que esta área poderá depois ser desenvolvida vários projetos na área da saúde.

“A maioria dos colegas vereadores entendem a urgência de uma atenção especial a este assunto tão importante na área da saúde de nosso município, a exemplo de uma cobrança também feita do presidente Baroni. Importante a sensibilidade de nosso prefeito de ir ao encontro das reais necessidades e urgências que Fernandópolis precisa, contando com o apoio nesta causa com os Deputados Fausto Pinato e do Gilmar Gimenes.

Comentar »